quinta-feira, julho 15, 2010

Socialmente desafiante

é assim que caracterizo algumas das pessoas com quem diariamente partilho o oxigénio.
Farta de receber emails do Facebook a informar que, "Ave rara (vamos chamar-lhes assim) quer ser seu amigo", decidi que estava na altura de parar de ignorar estes convites recorrentes de amizade, e de aceitar uma vez por todas os pedidos que vou recebendo, mesmo que estes sejam de pessoas com quem nunca troquei uma palavra, apesar de as ver com regularidade, e de passarem por mim com alguma frequência, sem nunca terem dito sequer um "Bom dia!".
É de tal maneira ridículo, que estas pessoas afoitas no facebook, são no dia-a-dia, ao vivo e a cores, um verdadeiro enigma comportamental.
Quando já em desespero de causa, decido parar para lhes dizer "Olá!", é como senão existisse, é que nem um sorriso sabem esboçar, e isto é qualquer coisa de muito estranho.

Hoje posso dizer que sou uma espécie de Madre Teresa do Facebook, sou solidária, e por isso todo e qualquer incapacitado social pode adicionar-me, eu deste lado prometo ser breve, e aceitar prontamente o pedido.
O meu facebook é agora um lugar não só para amigos, mas também um lugar onde existe um cantinho carinhosamente apelidado de "a caderneta",, dedicado a todos aqueles que são incompreendidos, que não aprenderam as regras básicas da socialização, mas que ainda assim querem fazer parte da rede social mais badalada do momento.
Pronto, é isto.

2 comentários:

zephirus disse...

Muito bem dito, srªa akapink! Só discordo num ponto. Eu até aceito pedidos de pessoas com quem nunca falei mas ignoro sempre, dessas, as que não interessam.

Hippie disse...

É assim que o mundo se torna um lugar melhor e mais acolhedor. Continua. Obrigado por me adicionares.
Kakakaka :D