terça-feira, maio 04, 2010

Na véspera...

dos dias em que vai lá a casa a senhora da limpeza, aqui a je tem por hábito arrumar algumas coisas que estão fora do lugar.
Tenho por princípio não deixar a casa num caos, por respeito à senhora que lá vai, e que trata de todos os afazeres domésticos, desde as minúcias mais porquitas, à limpeza do pó, ao arrumar da loiça, passar a ferro, tirar nódoas (impossíveis), dar banho ao cão (literalmente)... enfim a senhora é uma santa.

Num esforço de a poupar de um possível ataque de nervos, decidi ontem à noite arrumar os milhentos vernizes de unhas espalhados pelo balcão da casa de banho.
Não sei se foi do avançado da noite, se do cansaço ainda acumulado do fim de semana, sei que fiquei sem reacção quando o meu Medi Perlac Nº59 foge-me por entre os dedos, bate no bidé, e espalha cor por tudo o que era canto.


"Fuck.Fuck. Fuck" foi a única coisa que me ocorreu dizer naquele momento...
Digamos que depois da tragédia, corri para limpar a porcaria, sendo que o que mais me estimulou foi imaginar a cara de desaprovação da senhora da limpeza, e os possíveis pensamentos que lhe poderiam ocorrer, relativo a nomes menos próprios sobre a minha mãe.

Para retirar a maior parte do verniz espalhado, acabei por usar o papel de cozinha, e por azar consegui borrar ainda mais o chão...
Já num estado de hiperventilação e com o desespero a instalar-se, lembrei-me de usar a acetona, mas como era de prever, havia um resto mínimo no frasco, o qual foi espremido quase até à gota...
É certo que hoje quando saí de casa o chão ainda tinha tonalidades rosadas, mas já não era aquele vermelhão de ontem à noite digno da casa da Odete Santos.
Tenho no entanto a sensação de que hoje a senhora da limpeza vai querer ver-me pelas costas, e não me vai deixar o habitual bilhetinho a dizer "Menina, fiz isto e aquilo, até sexta-feira se Deus quiser"
mas sim um caloroso
"Minha grande cabra, mas que raio de merda andaste tu a fazer na casa de banho?! Não consegues estar quieta, e agora como é que tiro aquela tinta toda?! Sua isto, sua aquilo, vai mas é para um sítio que eu cá sei, completamente inóspito e longínquo, porque só me dás é trabalho!"

E pronto, estou com medo do bilhetinho...

3 comentários:

Mãe disse...

Mãos de cebola.....

Estragar um verniz.... Se já se viu.....

Carla Isabel disse...

Olha eu precisava de uma empregada dessa que a minha...enfim...so nao a mandei ontem embora, nem eu sei porquê!

Bjs

zephirus disse...

Eu precisava de uma empregada. Ponto.