quarta-feira, janeiro 18, 2012

I.O

Faço parte de um grupo de saudosista do colégio onde andei.
Guiduchas, Fatuchas, Marias Manuel enviam fotos dos momentos que já lá vão, saudosas do tempo que já não volta atrás, enchem-me a caixa postal com fotografias antiquíssimas, receitas conventuais, histórias de vida, vivências.
Recordações tiradas do baú que são engraçadas de se ver, ainda para mais quando são relíquias como esta, uma fotografia com o próprio do Salazar!


Às vezes quando vejo aquelas fotos, e penso na data das mesmas, chego à conclusão que na maior parte delas nem sequer era nascida, no entanto naquela casa, naquelas salas e corredores, já se sonhavam futuros, e criavam-se laços para toda uma vida.



Hoje recebi um mail de uma delas, onde consta a receita do prato mais apetecido do Instituto, o Amarelo de carne!
Eu gostava deste prato, esta iguaria era a imagem de marca das cozinheiras do colégio, assim como o que chamávamos de Piscina. Também gostava muito da piscina, feito com bacalhau, servido normalmente às 6ªas feiras, ou em dias de Encontro de Coros, com a rapaziada do Colégio Militar e do IMPE.
Vou perguntar no fórum se alguém lhe conhece a receita, para a poder confeccionar ;)
Para já, fica aqui a receita do Amarelo, se alguém quiser experimentar, não se irá arrepender, é que é mesmo bom!



3 comentários:

Tati disse...

Engraçdo como os tempos passam, as pessoas passam mas a essencia e as estruturas perduram na mesma linha. Comprova que apesar dos tempos serem outros e as regras poderem ser mais liberais ou flexiveis, há algo que define e perdura para além dos tempos e é comum a todas as que por lá passaram e também nosso lema, "Ser amiga é ser irmã!!". Por mais que tenhamos odiado ou não a instituição e todas as suas regras, as amizades que se criaram é o ponto comum e de concordância entre todas nós. :D

Portanto minha irmã, acho que teremos de nos juntarmos e na proxima vez comermos o belo do Amarelo (um dos meus pratos preferidos e que muito me alegrei por agora saber a receita :) ), já em relação à Piscina (um dos pratos menos cobiçados pela minha dita pessoa, devido à real existência de muita água na ingestão do mesmo.. lol (literalmente, copos e copos dela)) como é obvio não tenho saudades nenhumas, apesar de poder compreender o fascinio pela mesma, pois nem que seja a nivel confeccional, ela tinha um mistério bastante grande para meninas de tão tenra idade como nós. ;)

Jokas...

Sandra e Dinis disse...

Que giro, eu faço essa receita, qd tenho sobras de carne assada, mas não frito a batata, junto aquela batata palha ou lays light. Nem sabia que se chamava isso e que era a receita preferida de muitas meninas no sitio onde estudaste.

bjs

Luís Pontes disse...

Publiquei a receita do "amarelo" há muitos anos, quando ainda não fazia ideia de que houvesse alguma ligação com o Colégio Militar. Era uma receita familiar da minha infância e conserva ainda hoje um valor fetiche que mais nenhum prato consegue alcançar.
http://outrascomidas.blogspot.pt/2009/10/amarelo-de-carne.html