terça-feira, abril 12, 2011

A abordagem marxista...

Antes mesmo de comprar a casa, já andava a ver lojas de móveis para mais tarde mobilá-la.
Na altura tracei um plano de prioridades, primeiro o quarto, depois a sala, mais tarde o corredor, e depois o hall de entrada.
Neste momento encontro o meu plano visivelmente exacerbado, tudo por culpa do meu problema de querer sempre o que é melhor, o que tem mais qualidade, e o que visivelmente é mais bonito.
As últimas semanas têm sido de pura frustração, corri imensas lojas, desde Ikea's a BoConcept's, e para azar meu, só gosto do que normalmente é mais caro.
Chego à conclusão que tenho de optar, ou durmo no chão e tenho um aparador do qual gosto, e que me arrebatou o coração à primeira vista, ou por outro lado, compro uma mobíliazeca baratucha, da qual não gosto muito, mas que é muito em conta, e que ainda me dá a vantagem de ficar com a casa mais depressa mobilada.
Pois é, prefiro dormir no chão!
Ando portanto a fazer contas à vida, e já decidi, vou demorar mais tempo a mobilar, mas vai ser tudo a meu gosto, peça por peça!
Acho que este problema reside no facto de ser touro*, e como tal não há nada a fazer, somos pessoas de gosto simples, queremos sempre o que é melhor!

* a desculpa do signo tem de servir para alguma coisa, não é verdade?! :p

6 comentários:

Pablo disse...

Gosto simples? Gosto simples era teres ido ali ao à feira dos 23 comprar a mobília...

Como se diria em espanhol, eres una persona de gusto muy... esquisito!!

AlgaDoMar disse...

Concordo com o Pablo. É mais "pessoas de gosto requintado"...

Mas o mais importante é teres um bom colchão. Tudo o resto é dispensável... e internet.

meninobesta disse...

Roma e Pavia, não foram feitas num dia!

uma casa completamente decorada só dá azo a pensares numa decoração nova e voltas a ter estes problemas outra vez

akapink disse...

É isso mesmo! :)

Carla Isabel disse...

Claro...eu sou parecida...bjs

Hippie disse...

Comprei a mesa que queria, para a minha sala, 10 meses depois de me mudar.
Um ano depois, ainda me faltam muitos projectos 'caseiros' para completar.