terça-feira, agosto 03, 2010

A parolice do ano....

chama-se "Power Balance"!
No outro dia à conversa com um amigo, descobri que aquelas pulseiras fininhas que tanto tenho visto por aí, não são afinal mini-relógios, mas sim pulseiras "de equilíbrio".
Reza a treta, que se usardes A pulseira Power Balance, andareis equilibrados.


O que eu sei é que esta pulseira é a grande sensação deste verão, e por isso meus amigos, quem não tiver uma pulseirinha destas, é como a Nayma diz, "Desculpa, mas estás fora de moda!".

Aquilo que sabemos é que esta verdadeira banha da cobra, vende como água no deserto, e há já um rebanho considerável de seguidores, que acredita realmente neste pedacinho de silicone, com hologramas coloridos, e que supostamente restabelece o equilíbrio das pessoas.
Segundo explicam os vigaristas, o holograma entra em ressonância com a energia do engrupido, e bhammmm, sai um equilibrado!

Pois...
Eu diria mais que estas pulseiras servem como medidor do nível de lobotomia da nossa sociedade.
A sério, os gajos que se lembraram disto estão por esta altura milionários, e a receita foi tão simples como explorar os imensos lobotomizados endógenos deste mundo.
Com esta ideia genial em mente, eu e este meu amigo, já pensámos em montar um negócio do género.
Um negócio que pode passar por vender garrafas de plástico com ar lá dentro, ou melhor, um colar de energia, disponível em várias cores (claro!), de design cool, e que pode ser feito de plástico, ou de raríssimos calhaus da praia.

Depois de decidir qual o material a utilizar para os colares, o importante é dar um nome sonante à fantochada, um nome acabado claro está em "iology", ao estilo da scientology, ou como no caso destas pulseiras, kinesiology, como os intrujas lhe chamam.
Baseada nesta analogia de ideias, sugeri ao meu amigo chamar à nossa aldrabice, Colariology.
Colariology parece qualquer coisa de importante, qualquer coisa que não sei bem o quê, mas que soa a estudos profundos sobre algo essencial.
Já estou a ver os manos Guedes, e as Cinhas a ficarem malucos para terem um exemplar, vai ser a corrida das tias aos colares da Colariology.
E depois se a moda pega, estamos milionários!

Não há motivos de preocupação, há sempre cromos que compram estas parolices, independentemente se são cristais quânticos energizados no Tibete, ou pedras da calçada pintadas a aguarela.

8 comentários:

.I. disse...

Estou disposto a propor parceria para esse teu negócio (se houver quem entre com capital, eu entro com as ideias absurdas).

Rafeiro Perfumado disse...

Estou farto de ver essas pulseiras. Lá será mais uma moda a que eu não vou aderir (e gozar com quem o fizer)!

Tixa disse...

A minha não me convensem!!!!!


* beijocas

Analog Girl disse...

Ahahahahahahahah! O que eu me ri com este post!

Olhos Dourados disse...

Eu também não acredito nessa treta!

MAG disse...

No meu trabalho os chefes aderiram todos à pulseira ;) Acho que ias terboa clientela. Bjs

Helder disse...

Para quem não acredita que experimente!!! Ontem, estive com um amigo que tem uma e falou que dá equilibrio...rimo-nos todos dele! Mas depois ele propôs um pequeno exercício de equilibrio e escolheu várias pessoas! A verdade é que a malta sem pulseira perdia o equilibrio com facilidade e com ela...mantinham-se direitinhos! é verdade! Ah, e não tenho nenhuma loja k vende estas pulseiras;)

.I. disse...

Para quem tiver dificuldade em ler o título da posta, o que está lá escrito é: "A parolice do ano..." (é preciso esclarecer?)

Daqui a pouco estão a vender a ideia de que com um foguete no cu se chega à Lua em três tempo, ou mesmo dois (raisparta a estupidez do Zé!)