terça-feira, julho 13, 2010

Montargil

E como prometido, aqui ficam algumas fotos do fim-de-semana descansado, em Montargil.

Aqui temos o peludo visivelmente contente, talvez por não saber ainda para o que é que ia

Este foi o sítio onde assentámos arraiais

Um lugar calmo, com uma vista privilegiada sobre a albufeira

O reencontro com a Natureza

O peludo a guardar a "casa"

Nadar logo pela manhã, porque o exercício fez sempre bem ao corpo e à mente

akapink numa tentativa de ser pescadora

com uma panóplia de apetrechos de pesca

à mini.
(elas brotavam da água, e às paletes)


Jantar delicioso feito à base de batatas cozidas, porque não pesquei nada, nem sequer um achigã

(é certo que levámos umas febras, e pianos de entrecosto para assar, por isso não fiquem preocupados, porque ninguém passou fome)

Quanto ao retiro espiritual, foi muito bom e gostei de tudo, até da parte chata que foi ter de lavar a loiça com Dove, porque esqueci-me de levar um detergente bom, e ao mesmo tempo inofensivo para o ambiente.
Como é óbvio, também o esfregão teve de ser improvisado, para tal utilizei algumas folhas de árvores, daquelas mais maneirinhas, e que serviram o propósito na perfeição.

De resto, gostei muito do sítio escolhido, dos passeios que fizemos de kayak, de ver o cão a nadar pela primeiríssima vez, da água quente da albufeira, da sombra das árvores, do som das cigarras, dos grelhados no carvão, e do pão quente que trouxemos de Mora, quando fomos até à civilização ver o jogo da Alemanha-Uruguai.
Gostei muito de acordar, abrir a tenda, e ver uma paisagem fabulosa pela frente, gostei de não ter sofrido picadas de insectos sugadores de sangue, e sobretudo, gostei muito de ter voltado a olhar o céu.
No corre corre do nosso dia-a-dia raramente o vejo com olhos de ver, e ali sem distracções, o céu voltou a ser o centro da minha atenção, e é lindo!
Como havia pouca luz, fiquei com a sensação que as estrelas multiplicaram-se desde a última vez que as vi, o brillho de algumas é agora mais intenso, e o céu é hoje uma tela fortemente salpicada de estrelas, uma imensidão única, e simplesmente fenomenal!
E pronto é isto, para quem nunca experimentou acampar, recomendo vivamente esta experiência, pelo menos uma vez na vida, deixem um pouco o conforto de lado, e partam à aventura.



Nota: Faltam ainda as fotos dos passeios de kayak, assim que as tiver, coloco aqui :)

3 comentários:

zephirus disse...

Já há muito tempo que não faço campismo (há mais de 15 anos :O, no entanto estas fotos deram-me vontade de voltar a experimentar. Mas isto como é óbvio só é giro com um grupinho e não estou a ver ninguém a alinhar numa coisa destas. Enfim...

Offtopic: Vi um cão igualzinho ao teu no outro dia, é mesmo engraçado.

MAG disse...

Que fixe!! A paisagem á maravilhosa e o "caganito" um espectáculo, se gostar tanto de campismo como a minha, devia estar deliciado. Como é que pedes para tosquiar o teu cão? Dizes alguma coisa de especial? A minha nunca foi tosquiada desde que está connosco, mas eu estou seriamente a pensar em rapta-la e levá-la a qualquer lado. Beijocas

Hippie disse...

Temos pescadora. Ah, mulher do Norte :D
Passa pelo Minho e mostro-te umas trutas do tamanho de um braço...a nadar perto das pernas.