quinta-feira, agosto 06, 2009

O touro mecânico

Ontem estávamos a falar do Dr.Ângelo Rebelo, padrinho de uma priminha nossa, e que ultimamente passa a vida a figurar em revistas cor-de-rosa junto da última (até ver) mulher, Isabel Angelino.

A lista de namoradas do senhor é já extensa, inclui beldades como Marta Leite e Castro e outras conhecidas da nossa praça.



O Dr.Ângelo é reconhecido pelas cirurgias plásticas que proporciona ao mulherio, mas também pelos casamentos falhados que vai coleccionando ao longo dos últimos anos.
O rol de mulheres por quem este pinga-amor já se apaixonou dava para encher o pavilhão atlântico, qual Tony Carreira qual quê, como dizia o outro, são resmas, paletes...

Ora homens como o Dr. Ângelo, i.e. mulherengos, são uma espécie de touros mecânicos para as mulheres que os namoram.



A minha teoria é simples, toda a mulher que os monta tem noção que mais tarde ou mais cedo salta fora. Nenhuma consegue lá ficar por muito tempo.
Todas elas sabem que a duração do amor com estes homens é fugaz, tem um prazo curto e a validade é normalmente proporcional ao encantamento que suscitam neles nos primeiros meses.



Estes touros mecânicos, os conhecidos das capas de revista, facilitam as coisas à imprensa cor-de-rosa, senão vejamos, volta não volta há assunto novo para escrever sobre eles. Manchetes como:

"Dr. Ângelo Rebelo diz: ______________ é a mulher da minha vida!"
ou
"Dr. Ângelo Rebelo disse o Sim a ______________"

podem ser usados N vezes ao longo de um só ano, visto que basta apenas mudar a foto dos pombinhos e o nome da dita cuja na manchete.

De momento temos Isabel Angelino a andar no touro


Tic-tac, tic-tac

2 comentários:

Lady in red disse...

Que risada, touros mecanicos, lindooo! :)

Carla Isabel disse...

A comparação foi fantastica!!!LOL

Bjs