quinta-feira, junho 25, 2009

Couves de estrada


O movimento das hortas à beira de estrada está a ganhar adeptos por este Portugal afora, são cada vez mais as sacholas que cultivam os pedaços de terra espalhados pelas bermas das nossas estradas.
São hortas de última geração compostas por pequenas cabanas abarracadas, bidões de água, algumas couves, batatas, nabos e nabiças à “beira-estrada” plantadas onde diariamente recebem o carinho do mais puro dos CO2, o CO2 dos tubos de escape.
Cultivados junto ao trânsito intenso, estes legumes crescem ao som do ruído dos automóveis felizes e tóxicos sob o olhar atento dos automobilistas que os vêm crescer e mudar de cor de dia para dia.


Não há como negar o valor nutritivo destes legumes de berma de estrada, a quantidade e qualidade de metais pesados que oferecem é riquíssima, já para não falar do jeitão que dão em tempo de crise aos ocupas destes terrenos públicos, que fazem sopas e saladas naturalmente tóxicas praticamente a custo zero, ao mesmo tempo que servem gratuitamente o país em possíveis estudos futuros de pessoas que emitem luz à noite, efeitos esses que podem ser resultantes do consumo destes maravilhosos vegetais "biotóxicos".

Um comentário:

Hippie disse...

Em Guimarães, há um terreno onde as pessoas "particulares" podem alugar uns metros quadrados e plantar a sua hortinha:
http://www.cm-guimaraes.pt/PageGen.aspx?WMCM_PaginaId=16186

http://dn.sapo.pt/galerias/fotos/?content_id=1262380&seccao=Portugal