quarta-feira, dezembro 17, 2008

CSI cliché

É sabido que episódio do CSI que se preze envolve sempre um qualquer cotonete.
O cotonete é meio caminho andado para resolver os crimes...

Também é sabido que qualquer episódio do CSI tem de ter no seu final um “Scooby Doo moment”.
O “Scooby Doo moment” é para quem não se lembra, aquela parte em que os monstros eram desmascarados pelos amiguinhos do Scooby-Doo, era aquela parte em que todos ficavam a saber quem afinal se escondia por detrás da máscara.

No CSI passa-se o mesmo, no final de cada episódio há sempre uma confissão do criminoso ao género do Scooby Doo, o mau da fita confessa sempre 5 minutinhos antes do fim de cada episódio o porquê de ter cometido o crime e os motivos que o levaram a tal...
Há também que reparar que cada episódio do CSI Miami conta com o brilhante personagem, o Horatio, o tipo do CSI que é ruivo e que tem um torcicolo permanente.
Em todos os episódios que ele entra, Horatio fala, grita, interroga sempre de cabeça baixa e pescoço preso.

Quem já viu o CSI Miami já deve ter reparado no pobre do Horatio.
A inclinação de cabeça é notória e acentuada, dá pena vê-lo assim, episódio após episódio com os músculos do pescoço totalmente presos e possivelmente inflamados...
Coitado ... aquilo deve dar cá umas dores...
Mas ok o CSI é uma série que gosto de ver, pelo menos dá para descansar o neurónio.

Um comentário:

Miss Kitty disse...

Muito giro o post ;)

BJS*